Intenção de consumo das famílias cai após duas altas seguidas

Intenção de consumo das famílias cai após duas altas seguidas
outubro 18 11:02 2018 Imprimir este artigo

O índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), divulgado nesta quinta-feira (18) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), registrou queda de 0,3% em relação ao mês anterior, após duas altas consecutivas. O resultado foi de 86,7 pontos, em uma escala de 0 a 200.

Já na comparação anual, houve aumento de 11,3%.

O estudo mostra que, dos sete componentes do índice, quatro subindicadores registraram queda na comparação com o mês imediatamente anterior, com destaque para “Momento para Duráveis” (-3,3%) e “Perspectiva de Consumo” (-1,2%). O subíndice “Renda Atual” subiu 1%, enquanto “Nível de Consumo Atual” e “Emprego Atual” cresceram 0,3% e 0,1%, respectivamente.

A lenta recuperação do mercado de trabalho, o comportamento dos juros, o elevado endividamento, a alta do dólar, os reajustes das tarifas e, principalmente, a indefinição quanto ao rumo da economia em 2019, influenciaram a decisão de compra”, destacou o economista da CNC Antonio Everton.

Perspectivas para 2018

A CNC revisou neste mês sua estimativa de crescimento do setor em 2018, de uma alta de 4,3% para 4,5%. “A liberação de recursos do PIS/Pasep vem ajudando as vendas, injetando no consumo aproximadamente R$ 10,3 bilhões do total sacado nos meses de agosto e setembro”, destacou.

Fonte: G1

EKONOMY é um canal de comunicação multiplataforma que engloba um PORTAL de NOTÍCIAS e uma WEB TV voltados exclusivamente às áreas de ECONOMIA e NEGÓCIOS da região Nordeste.

  Artigo "marcado" como:
  Categoria: