Mesmo com alta na energia elétrica, inflação foi a menor para julho em cinco anos

Mesmo com alta na energia elétrica, inflação foi a menor para julho em cinco anos
agosto 08 16:50 2019

A alta de 4,48% na conta de luz pressionou a inflação, que passou de 0,01% em junho para 0,19% em julho, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado hoje pelo IBGE.

Apesar da aceleração, a taxa é a menor para meses de julho desde 2014, quando ficou em 0,01%. O índice acumula alta de 2,42% em 2019 e de 3,22% nos últimos 12 meses, seguindo abaixo da meta de 4,25% definida para o ano.

“Dois fatores contribuíram para o aumento no item energia elétrica: a mudança da bandeira tarifária, que passou de verde para amarela, e o reajuste da tarifa em São Paulo, que tem um peso grande no índice”, explica o analista da pesquisa, Pedro Kislanov. Com isso, o grupo habitação fechou com alta de 1,20%, gerando um impacto de 0,19 ponto percentual (p.p) na taxa.

Segundo Pedro, se não fosse a energia elétrica, o IPCA de julho ficaria muito próximo da estabilidade, pois outros grupamentos importantes, como alimentação, transportes e saúde e cuidados pessoais, tiveram estabilidade ou queda.

SAIBA MAIS:

Contas de energia poderão ser pagas por boleto em João Pessoa e Campina Grande a partir de segunda

Paraíba é destaque no Nordeste em geração de energia solar

  Artigo "marcado" como:
  Categoria: