Pernambuco puxa queda da produção industrial no Nordeste em julho

Pernambuco puxa queda da produção industrial no Nordeste em julho
setembro 10 09:36 2019

A produção industrial registrou queda na passagem de junho para julho em 8 das 15 regiões pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aponta o levantamento divulgado nesta terça-feira (10).

As maiores quedas foram no Amazonas (-6,2%) e em Pernambuco (-3,9%). Já as maiores altas foram no Rio de Janeiro (6,8%) e em Mato Grosso (5,5%).

Em julho, a indústria nacional registrou a terceira queda seguida na produção, com recuo de 0,3%, na comparação com o mês imediatamente anterior, conforme divulgado anteriormente pelo IBGE. No acumulado no ano, o recuo chega a 1,7%, o que mantém a indústria no nível de janeiro de 2009.

A região Nordeste (-2,6%), Rio Grande do Sul (-2,4%), Ceará (-1,5%), São Paulo (-1,4%) e Bahia (-1,3%) também recuaram abaixo da média nacional em julho, enquanto Santa Catarina caiu 0,3%.

Fabricação de veículos ameniza queda da indústria paulista

“São Paulo, que representa cerca de 34% da indústria do país, teve sua terceira queda consecutiva, de 1,4%, acumulando perda de 3,7% entre maio e julho, que só não foi maior devido à alta na fabricação de veículos do estado”, informou o IBGE.

No Rio de Janeiro, a alta foi puxada pela indústria extrativa de petróleo e pela atividade de refino. A alta de 6,8% em julho eliminou totalmente a perda de 5,8% ocorrida na indústria fluminense no mês anterior.

Em julho, a indústria nacional registrou a terceira queda seguida na produção, com recuo de 0,3%, na comparação com o mês imediatamente anterior, conforme divulgado anteriormente pelo IBGE. No acumulado no ano, o recuo chega a 1,7%, o que mantém a indústria no nível de janeiro de 2009.

A região Nordeste (-2,6%), Rio Grande do Sul (-2,4%), Ceará (-1,5%), São Paulo (-1,4%) e Bahia (-1,3%) também recuaram abaixo da média nacional em julho, enquanto Santa Catarina caiu 0,3%.

Fabricação de veículos ameniza queda da indústria paulista

“São Paulo, que representa cerca de 34% da indústria do país, teve sua terceira queda consecutiva, de 1,4%, acumulando perda de 3,7% entre maio e julho, que só não foi maior devido à alta na fabricação de veículos do estado”, informou o IBGE.

No Rio de Janeiro, a alta foi puxada pela indústria extrativa de petróleo e pela atividade de refino. A alta de 6,8% em julho eliminou totalmente a perda de 5,8% ocorrida na indústria fluminense no mês anterior.

Fonte: G1

  Artigo "marcado" como:
  Categoria: